quanto posso cobrar de caução em aluguel por temporada
Gestão

Afinal, quanto posso cobrar de caução em aluguel por temporada?

Tempo de leitura: 3 min

Quem pretende alugar o seu imóvel por temporada, de fato, acaba ficando com muitas dúvidas. “Quanto posso cobrar de caução em aluguel por temporada?”, “Essa prática é legal?” são apenas algumas delas.

Se esse é o seu caso, não se preocupe! Para ajudar você a entender melhor o assunto, preparamos este guia completo com tudo que você precisa saber. É só continuar a leitura para conferir!

O que diz a legislação sobre o caução em aluguel por temporada

A Lei nº 8.245 de 18 de Outubro de 1991, conhecida como lei do inquilinato, é o dispositivo legal que regula tanto as locações tradicionais quanto as locações por temporada — definidas aqui como qualquer locação com duração de até 90 dias. Nesse caso, podem ser utilizadas todas as formas de garantia locatícia (fiança, caução, seguro fiança ou cessão fiduciária), sendo vedada apenas a cobrança de mais de uma modalidade no mesmo contrato.

É muito comum o que chamamos de cheque caução: o locador faz um cheque que não será descontado, servindo somente como garantia em caso de necessidade. Embora isso possa ser usado, o ideal é que esse valor seja pago em dinheiro e devolvido também em dinheiro, quando não for utilizado.

Atualmente, muitas plataformas especializadas em locação por temporada oferecem a possibilidade de bloquear digitalmente no cartão de crédito do hóspede o valor caução de garantia. Mais praticidade e tranquilidade para você.

Quando ele pode ser usado

O caução é usado para cobrir eventuais danos ao imóvel causados pelos inquilinos ou quaisquer terceiros que eles permitam entrar no imóvel durante a estadia. São considerados aqui tanto possíveis danos na estrutura do imóvel quanto nos objetos que o guarnecem. Em outras palavras, esse valor serve para proteger o imóvel e dar mais segurança ao locador.

Como decidir o valor do caução

Não são estabelecidos na lei valores máximos ou mínimos para essa cobrança, ficando isso a critério de cada proprietário. A única limitação é que ela não pode ultrapassar 30% do total da estadia. Ou seja, se o contrato é de 1.000 reais, por exemplo, o valor do caução pode ser de até R$ 300.

Como ele é utilizado para cobrir eventuais danos ocasionados por uso durante a estadia, a forma mais comum de fazer esse cálculo é somar os valores de tudo que o imóvel tem (móveis, eletrodomésticos, bens desse tipo) e cobrar 10% desse total.

Muitas vezes, contudo, 10% do valor dos bens acaba sendo superior a 30% do valor total da estadia. Nesse caso, você deve estabelecer um número mínimo de dias para a locação, até que esses dois valores fiquem no mesmo patamar.

Como garantir mais segurança na locação

Como dissemos, o uso de caução nos contratos locatícios por temporada é uma forma de zelar pela segurança dos seus bens que estão no imóvel. Porém, para que você fique totalmente seguro ao colocar seu imóvel para locação, é importante contar com uma administradora especializada.

Somente essa empresa saberá cuidar de toda a parte burocrática, documentação e verificação dos interessados no imóvel, além de tirar dúvidas de ambos os lados e intermediar imprevistos. A administradora especializada em gestão de locação por temporada pode cuidar ainda da limpeza entre a troca de hóspedes e todo o processo de check-in e check-out, além de manutenções preventivas. O proprietário lucra com a locação sem ter nenhuma dor de cabeça com a operação.

Enfim, agora você já tem a resposta para as suas perguntas! Dúvidas como “quanto posso cobrar de caução em aluguel por temporada?” não serão mais impedimento para alugar o seu imóvel por temporada.

Se gostou desta leitura, confira também o artigo que preparamos sobre alugar imóvel de temporada para família com crianças!

Conviva

Dicas de gestão, design e inovação para locação de imóveis por curta temporada. Entenda porque a gestão profissional é fundamental para elevar sua rentabilidade.